97 instituições estão habilitadas para ofertar vagas em creche em 2020

97 instituições estão habilitadas para ofertar vagas em creche em 2020

Noventa e sete instituições de ensino estão habilitadas a ofertar vagas de educação infantil para a Prefeitura de Curitiba a partir de 2020, um terço a mais que as 73 unidades contratadas atualmente. A homologação foi publicada no Diário Oficial do Município desta terça-feira (12/11).

Das 97 habilitadas, 62 já prestam o serviço e continuam como contratadas.

A secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila, explica que o objetivo do novo edital da educação infantil, que prevê a contratação de 6,4 mil vagas, é ampliar o atendimento a crianças de 0 a 3 anos que aguardam vaga na rede pública. 

A prioridade é para casos de vulnerabilidade e famílias com menor renda.

“O contrato atual com as instituições termina em dezembro deste ano. Como é necessário fazer um novo e a administração já planejava aumentar o valor, priorizamos essa faixa etária de 0 a 3 anos, para beneficiar o maior número possível de famílias”, diz a secretária.

Valor maior

O novo edital estabelece um reajuste de 77% do valor pago por criança, se comparado a 2016. O montante contempla custos com pessoal, incluindo férias e 13º, material de apoio, alimentação, água, luz, entre outros. Esse valor foi estabelecido após ampla análise técnica.

A partir do próximo ano, a Prefeitura vai investir R$ 8,6 mil por ano para cada criança atendida pelas contratadas, mais que os R$ 4,8 mil pagos em 2016.

Além de aumentar o valor pago aos prestadores de serviço, o novo edital veda qualquer cobrança dos pais ou responsáveis pelas crianças atendidas.

 

Atendimento ampliado

A expectativa da Prefeitura, com o novo edital, é gerar mais 2,3 mil vagas, principalmente para faixa etária de 0 a 3 anos. Essas vagas somam-se às 30 mil crianças atendidas atualmente na educação infantil, nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e nos Centros de Educação Infantil (CEIs) contratados.

O novo edital é mais uma das estratégias da administração municipal para atender a população que precisa de creches. Desde 2017, já foram colocados em funcionamento 16 CMEIs na cidade. Doze tinham sido inaugurados pela gestão anterior, mas sem condições de atendimento, por falta de infraestrutura e de profissionais.

Além de servidores da educação chamados para compor as equipes, foram adquiridos móveis, eletroeletrônicos, cobertores, colchonetes e material pedagógico.

Moisés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: