Vale do Pinhão põe Curitiba entre as 6 cidades mais inteligentes do mundo

Vale do Pinhão põe Curitiba entre as 6 cidades mais inteligentes do mundo

Curitiba é uma das seis cidades mais inteligentes do mundo com o Vale do Pinhão, o movimento da Prefeitura e do ecossistema de inovação para levar o desenvolvimento sustentável para toda a cidade. A capital foi finalista do World Smart City Awards 2019, maior premiação de cidades inteligentes do mundo.

A cerimônia de premiação ocorreu nesta quarta-feira (20/11), em Barcelona (Espanha), durante o Smart City Expo World Congress, fórum internacional de cidades inteligentes que vai até esta quinta (21/11). O World Smart City Awards reconhece projetos pioneiros, ideias e estratégias que promovam o desenvolvimento urbano.

“O criativo ecossistema de inovação da nossa Curitiba chegou ao pódio das seis cidades mais inteligentes do mundo. O Vale do Pinhão está alinhado a nossa visão de cidade inteligente, capaz de responder às necessidades dos habitantes”, destacou o prefeito Rafael Greca.

O prefeito participou da cerimônia de premiação, em Barcelona, acompanhado da primeira-dama Margarita Sansone.

Curitiba disputou com outras cinco cidades o prêmio principal, o City Award (Prêmio Cidade). A vencedora foi a cidade de Estocolmo (Suécia), com seu projeto de inclusão, conectividade e sustentabilidade. Também eram finalistas as cidades de Bristol (Reino Unido), Montevidéu (Uruguai), Seul (Coreia do Sul) e Teerã (Irã).

Para Greca, estar entre os seis finalistas do World Smart City Awards representa uma grande vitória para Curitiba, uma vez que o Vale do Pinhão foi selecionado entre quase 400 projetos criados por governos, empresas, centros de pesquisa e startups de 54 países.

Ao lado da primeira-dama Margarita Sansone, prefeito Rafael Greca comemora: Curitiba entre as seis finalistas do World Smart City Awards 2019, em Barcelona. Foto: Divulgação

Faróis, app e Worktibas

Entre as ações já desenvolvidas pelo Vale do Pinhão estão a abertura dos Faróis do Saber e Inovação, nos quais estudantes podem construir protótipos com impressoras 3D; o lançamento de aplicativos como o Curitiba App e o Saúde Já, que aproximam a Prefeitura dos cidadãos; o primeiro Fab Lab da capital, espaço de capacitação para a indústria 4.0; e a inauguração dos coworkings públicos (Worktibas) no Parque Barigui e no Cine Passeio (Centro).

Projetos de revitalização urbana, como a abertura do Engenho da Inovação, pela Prefeitura, e o Campus Rebouças de Inovação e Aceleração (Cria), da iniciativa privada; e parceiras público-privadas do programa Rosto da Cidade, que estão permitindo a renovação do Centro Histórico, são outras ações do Vale do Pinhão que ajudaram Curitiba a conquistar o título de uma das seis cidades mais inteligentes do mundo.

Em 2018, a capital paranaense também foi finalista do World Smart City Awards, mas na categoria Ambiente Urbano com o programa Horta do Chef, que incentiva agricultores urbanos a venderem parte dos alimentos que cultivam a restaurantes da cidade.

Participaram da premiação, a presidente da Agência Curitiba, Cris Alessi; o secretário do Governo e presidente do Ippuc, Luiz Fernando Jamur; o diretor do iCities, Roberto Marcelino.

Moisés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: