FRAGMENTOS DA HISTORIA DA COLÔNIA ABRANCHES VII

1º E.P.A. ( É Preciso amar 07 a 09-09-1990)

Cronologia: Em 1921 é criado o grêmio juvenil com o nome de Towarzystowo Polek Krolowei Jadwigi, na Sociedade Abranches. Dia 15 de dezembro de 1936, Dom Áttico Euzébio da Rocha, Arcebispo Metropolitano de Curitiba cria por decreto a Paróquia Sant’Ana de Abranches. Durante as comemorações do Jubileu de Ouro de fundação da Colônia Abranches, que aconteceu dia 21 de outubro de 1923, se inaugurou a cerca no entorno da Igreja Matriz e se construiu a Capela São Miguel na Colônia Lamenha subordinada à Matriz do Abranches. 28/02/1938, criação da Congregação Mariana que se dedica ao estímulo e devoção ao rezar o Santo Terço na paróquia. 31/10/1942, criação do movimento Apostolado da Oração que desenvolve o apoio espiritual a enfermos e idosos. 21 de setembro de 1941, a Sociedade Abranches, o Colégio Vicentino São José e a Administração Paroquial recebem a visita oficial do Interventor Federal no Estado do Paraná, Manoel Ribas que esteve conferindo o desenvolvimento da ampliação do Colégio, o qual foi inaugurado logo após. 1949 é criado o movimento da Mensageiras de Maria (das Capelinhas). 1950 o paroquiano Francisco Golzinski doa para a Igreja Matriz os quarenta bancos de imbuia ainda hoje utilizados. 1951 assume a paróquia nos últimos meses, o padre Edmundo Pinocy. 01/01/1952 assume a administração paroquial em Abranches o Pe. João Piton que construiu a nova Casa Paroquial, urbanizou a Praça da Igreja e criou um posto de puericultura. Em 20 de janeiro de 1957 assume o Pe. Bronislau Koslowski que construiu o batistério e o novo acesso ao coro nas laterais da torre, dando o acabamento final que ainda hoje existe. De 1956 a 1962 o Pe Bronislaw lidera a construção da Igreja de Nossa Senhora das Graças e Santa Gemma Galgani no Barreirinha, então capela de Abranches. 24/06/1964, é criada a Associação das Senhoras de Caridade, atual A.I.C. sob a liderança das senhoras, Maria Mikosz Breeny e Pelágia Kozien. Dia 14/11/1962 assume o Pe. José Kotlinski a administração da Paróquia. Durante a festa de Sant’Ana em 26/07/1964 com a presença do então Monsenhor Pedro Fedalto, após a missa aconteceu pela primeira vez a procissão motorizada com as imagens de Sant’Ana e São Cristóvão, com o formato que ainda acontece. Dia de natal no ano de 1964 toma posse o novo pároco, Pe. Wendelin Swierczeck e transfere a administração dia 18/06/1965 ao Pe. Alfonso Paszkiewski. 07/09/1966 toma posse o Pe. Sigismundo Reczeck, transferindo a administração para o Pe. Sigismundo Pitrowski dia 21 de janeiro de 1968.

25/02/1984 Plantio de Araucária na praça da Igreja pelo Cardeal Primaz da Polônia, josep Glemp. Homenagem ao centenário da imigração. Saudado pelo sr. Antonio Kucaniz.

No início de 1973 a Paróquia Sant’Ana recebe os diáconos Euzébio Spisla e Luiz Carlos Meger, nato no território da paróquia, os quais são ordenados e celebram a suas primeiras missas na Matriz de Sant’Ana dias 01/07/1973 Pe. Luiz Carlos Meger e dia 08/07/1973 o Pe. Euzébio Spisla, e passam a cooperar com a paróquia. Ainda na segunda metade da década de 70 participaram como coadjutores os novos padres, Geraldo Valenga e Valentim Szcheta os quais permanecem até 19 de novembro de 1978 quando assume o pároco Pe. Mario Luiz Andrezejewski em substituição ao já idoso Pe. Sigismundo Pietrowski que aposentou-se. Padre Sigismundo Pietrowski retorna à casa do Pai na madrugada do dia 13 de dezembro de 1978 enlutando a comunidade que serviu por dez anos e era muito querido.

Este período 1975 a 1980 foi muito profícuo em animação e formação de adolescentes e jovens através de encontros e reuniões culturais e de catequese sob a liderança do Padre Mario, tendo se criado o grupo J.A.V.A.I. (Jovens de Abranches Vamos o Amor Implantar) que participava não só da liturgia como também apresentou várias peças teatrais e anualmente a Paixão de Cristo. A convivência na religião foi tão intensa que desse grupo resultou vários matrimônios entre os membros, os quais seguiram na caminhada da fé e prática religiosa, auxiliando outros jovens nas próximas décadas como formadores.

O novo pároco, Pe. Pedro Gielinski administrou a Paróquia do Abranches do dia 17 de maio de 1981 até 18/12/1983 quando entregou os trabalhos ao Pe. Fabiano Spisla, mas deixou sua marca com um incremento grandioso nos movimentos juvenis, tendo reavivado a chama da participação dos adolescentes na vida da Igreja.

Dia 25 de fevereiro de 1984 a comunidade do Abranches e vizinhança se engalanou para receber o Cardeal Primaz da Polônia, Josef Glemp. Tanto na celebração da missa quanto na recepção da comunidade, foi seu tradutor para os fiéis em geral o senhor Antonio Kucaniz. Houve inclusive o plantio de um exemplar de pinheiro do Paraná na Praça da Matriz do Abranches. O Padre Henrique Jaworski, último dos padres poloneses de nascimento a servirem na Paróquia Sant’Ana assumiu como vigário-cooperador dia 10 de maio de 1991.

16º E.P.A 11 a 13 de novembro de 2005

As sementes plantadas pelo grupo J.A.V.A.I. continuaram produzindo bons frutos a exemplo da criação do MOJUCA (Movimento Juvenil Curitiba Abranches) e o grande movimento juvenil arquidiocesano o JOTAVAI, nasceu em nossa paróquia, o grupo de jovens LUPA (Lutamos Unidos Pelo Amor). Começou com um pequeno grupo, que se reunia todos os sábados à noite, discutindo temas voltados para jovens e também preparando a liturgia, seguindo também com formação cultural, principalmente nas encenações da Paixão de Cristo no âmbito da Paróquia do Abranches e vizinhança.

Sentindo a necessidade de um maior crescimento espiritual se criou o EPA (É Preciso Amar) que eram encontros de formação espiritual. Com o desenvolvimento dessa juventude que foi se tornando adultos, outros se juntavam e a chama não se apagou, criando então para os adolescentes com auxilia das catequistas, sob a liderança da dedicada Clei Campanha, mais tarde religiosa da Ordem Vicentina, o MAC (Movimento de Adolescentes Cristãos), já nos anos 90. O combustível maior para manter sempre viva a chama da participação juvenil desde o princípio foram os encontros e retiros que se realizou sem seminários de ordens religiosas e casas próprias para este tipo de evento. É claro que os pais e lideranças da paróquia sempre foram muito ativos na organização desses encontros, ficando a parte da logística para que os jovens encontristas se dedicassem exclusivamente à espiritualidade.
O Pe. Fabiano deu novo impulso e dinamismo na administração paroquial, ampliando o salão paroquial, construção da Capela Mortuária que foi abençoada dia 10 de maio de 1991 e restauração do órgão de tubos.

E com júbilo, toda a comunidade paroquial da Igreja Sant’Ana de Abranches comemorou dia 25 de julho de 1993 durante a festa anual da sua Padroeira o 1º Centenário de construção da Igreja Matriz, em linda Missa Solene celebrada pelo Arcebispo Metropolitano Dom Pedro Fedalto, concelebrada por vários padres, entre eles o pároco Pe. Fabiano Spisla e Padre Euzebio Spisla, Superior Provincial da Missão, e a participação das suas comunidades jurisdicionadas: São Miguel, e também São João Batista, (Colônia Lamenha), São Francisco Xavier, (Colônia Gabriela), Nossa Senhora Aparecida, (Tanguá), São Sebastião, (Bonfim), Santo Antonio e Santa Mônica (Vila Krasinski), São Vicente de Paulo (Vila Suiça).

14º E.P.A (É Preciso amar) 31 de outubro a 02 de novembro de 2003.

Na homilia Dom Pedro Fedalto enalteceu a fé e doação das famílias da Paróquia Sant’Ana, pois estas comunidades doaram filhos para a Igreja que se tornaram tantos padres, a saber: Monsenhor Izidoro Mikosz (1929), Cônedo Bernardo J. Krasinski (1946), Pe. Simão T. Kalinowski (1946), Pe. Irineu Kowalski (1956), Padre Isakson J. Krasinski (1961), Frei Tiago Gubaua (1963), Frei Anselmo Matos (1967) e Pe. Luiz Carlos Meger (1973), além de numerosas religiosas.
Colaboração: Volnei Lopes da Silva

Equipe de Apoio do 3º CCA (Conscientização Cristã de Abranches) 07 a 09 de Setembro de 1979.
3º CCA (Conscientização Cristã de Abranches) 07 a 09 de Setembro de 1979
Livro de Canto do 1º CCA (Conscientização Cristã de Abranches)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Vereador Mauro Ignacio em Reunião na Regional Boa Vista, levando as demandas do Abranches, Taboão e Pilarzinho

Vereador Mauro Ignácio esteve reunido na Regional Boa Vista com a Administradora Janaína Lopes Gehr, tratando de assuntos relacionados a região norte, mais especificamente dos bairros Abranches, Taboão , Pilarzinho e Boa Vista. Tais como a operação Tapa buracos na rua Anna Schella Schoroeder, no Pilarzinho, que por estar com […]